3 coisas que aprendi com Malala

malala-lembrancas-da-gabi-blog1
No dia 8 de julho de 2018, tive a oportunidade incrível de ver e ouvir pessoalmente uma das pessoas que mais admiro no mundo: Malala Yousafzai.

A Malala veio para o Brasil, e deu uma palestra no Auditório Ibirapuera, cercada de ativistas e de mulheres brasileiras que fazem a diferença no nosso país.

Quem é Malala?

Antes de falar sobre o que aprendi com a Malala, gostaria de apresentá-la para os que não a conhecem; assistam o trailer abaixo do filme que conta a história da jovem paquistanesa que tem levantado a sua voz pelo direito das meninas estudarem.

 

No dia 9 de julho de 2018, tivemos a honra de recebê-la em terras brasileiras. Como disse no começo do texto, eu tive a oportunidade de estar presente no evento em que Malala conversou com ativistas brasileiras e queria compartilhar 3 coisas que ela falou que me ensinaram muito:

Sobre não perder a esperança, mesmo quando o lugar que queremos chegar parece tão distante
malala-lembrancas-da-gabi-blog3

Quando alguém da platéia perguntou à Malala como ela fazia para não perder a esperança, eu liguei o gravador do meu celular pois queria carregar comigo a resposta daquela pergunta que também era minha: COMO NÃO PERDER A ESPERANÇA?

E foi isso que ela respondeu:

“Sonhar que nenhuma garota sofrerá violência ou se casará antes dos 18 anos, é um sonho muito grande, e isso pode nos deixar desapontados porque o número de garotas que estão sofrendo violência é enorme; mas o que me inspira e me faz continuar tentando é ouvir a história dessas jovens garotas.

Por exemplo uma garota que eu conheci no Curdistão foi forçada a se casar com 14 anos, e no dia do seu casamento, já vestida de noiva, ela tirou seu salto e fugiu para se proteger desse casamento, porque ela sabia que assim que ela se casasse não poderia continuar aprendendo e seguindo seus sonhos; ela teve que andar por 9 horas para conseguir escapar. E hoje ela está em um abrigo onde não há eletricidade, mas ela continua seguindo seu sonho; continua estudando.

Essas são as garotas que continuam lutando, que não perdem as esperanças e se elas não estão perdendo a esperança, então porque nós deveríamos perder?

É delas que eu tiro minha energia, e se nós olharmos para a nossa história, há 100 anos atrás as mulheres não podiam votar, não podiam se tornar presidentes, não podiam trabalhar e isso acontece em muitos lugares ainda; mas nós temos visto progresso, então vamos nos manter esperançosos de que haverá um dia em que nós veremos igualdade para as mulheres; educação para todas as meninas; e homens e mulheres sendo tratados de forma igual em cada canto do mundo“.

Sobre a raiva

malala-lembrancas-da-gabi-blog4

Desenho feito por: Gilmar (@cartunista_das_cavernas)

Alguém da platéia perguntou à Malala se ela tinha raiva dos homens que atiraram nela, e essa foi a resposta:

“Me perguntam se eu não tenho vontade de dar o troco em quem me atacou. E sempre digo: a melhor revanche é ter educação para todo mundo, inclusive para os filhos dos que me atacaram.

A raiva tira nossa energia, a mensagem se perde. Quando você entrega sua palavra de um jeito pacífico, você ganha poder. E as pessoas não podem te ignorar, precisam te ouvir. Precisamos transformar a energia da raiva em positividade.

Sobre o poder de levantar a nossa voz

malala-lembrancas-da-gabi-blog5

Foto: Ana Luíza Marques (@aninhacobain)


“Eu acredito que temos que ser confiantes, e que temos que acreditar em nós mesmos. Não importa de onde você veio, você deve acreditar em você mesmo; você não deve nunca subestimar o poder que você tem, porque sempre que você começa alguma coisa você não vê os resultados rapidamente.

Quando eu comecei a falar no Vale do Swatt (Paquistão), toda noite quando eu ia dormir, eu ouvia bombas, e eu não tinha nenhuma esperança de acordar viva no dia seguinte, ou de poder ir para a escola no dia seguinte, mas nós continuamos lutando, nós continuamos levantando a nossa voz, mesmo que não conseguíssemos ver os resultados imediatamente. E então depois de meses e meses de luta nossas vozes foram ouvidas e a paz foi restaurada na nossa região.

Então sua voz e seu trabalho jamais serão perdidos, por isso continuem lutando e nunca desistam.”

Obrigada Malala!

Sai do evento feliz por tudo que ouvi e aprendi, com as minhas forças e esperança renovadas e não poderia deixar de compartilhar tudo isso com vocês.

Que possamos levantar as nossas vozes por aquilo que acreditamos, sem desistir nem perder a esperança, e sem deixar a raiva roubar a nossa energia.

Obrigada Malala por sua luta, força, esperança e por sua voz. Pessoas como você são realmente capazes de mudar o mundo!

Projetos que a Fundação Malala vai apoiar no Brasil

Para finalizar o post gostaria de compartilhar com vocês que o Malala Fund vai apoiar 3 projetos incríveis na área da educação, que são liderados por ativistas brasileiras.
Para saber mais sobre o projeto e as ativistas, clique aqui.

Espero que tenham gostado desse post, foi muito especial esse encontro para mim e fiquei muito feliz de poder compartilhar as lições que aprendi com vocês!

Anúncios

2 comentários sobre “3 coisas que aprendi com Malala

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s