Guia de Roma: o que fazer, gastos, transporte e dicas

coliseu-roma-lembrancas-da-gabi-blog

Quem me acompanha no Instagram (@lembrancasdagabi) sabe que eu e o Rafa viajamos para Roma em julho de 2021, e ficamos 4 dias curtindo a cidade.

Nesse post eu reuno tudo o que fizemos por lá, os restaurantes que comemos, e várias dicas para ajudar vocês a organizarem uma viagem para a capital italiana.

NESSE GUIA VOCÊ VAI LER SOBRE:

Sobre Roma

trastevere-roma-lembrancas-da-gabi-blog

Dizem que todos os caminhos levam à Roma. Essa cidade que há milênios atrás foi um Império que dominou da Grã Bretanha ao Irã, hoje continua encantando milhões de turistas com a sua arquitetura, história, cultura e gastronomia.

A capital da Itália tem um charme especial, uma gastronomia maravilhosa e um povo simpático e acolhedor. Nós amamos passear por lá e ficamos apaixonados por Roma.

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar na União Européia, onde podem permanecer como turistas por até 90 dias. 

Porém é preciso se atentar em algumas coisas:

  • É necessário ter um passaporte válido; ou seja, você precisa de um passaporte com validade de, no mínimo 6 meses após a data de saída da União Européia.
  • O seguro saúde é obrigatório para turistas brasileiros ingressarem em países da União Européia. É exigido uma cobertura mínima de 30 mil euros.
  • Você precisa comprovar que possui recursos suficientes para o tempo em que vai ficar no país. Você pode comprovar com dinheiro em espécie, cartão de crédito internacional, travel money, extrato da sua conta bancária, etc.
  • A passagem de volta também é muito importante para ser aceito na imigração. Pois pessoas que viajam somente com passagem de ida, são vistas como potenciais imigrantes ilegais.
  • Comprovante de hospedagem, também é um item importante de se apresentar, caso seja pedido. Pode ser as reservas do hotel ou do Airbnb; ou uma carta-convite se for ficar hospedado na casa de um amigo/familiar.

Como ir do Aeroporto Fiumicino para Roma

foro-romano-lembrancas-da-gabi

O Aeroporto Fiumicino é um dos principais aeroportos da Itália, e é nele que chegam a maioria dos vôos diretos que saem do Brasil com destino a Roma. É nesse aeroporto que a maioria dos vôos chegam de outras cidades da Europa também.

Para ir do aeroporto até a sua hospedagem em Roma, há algumas opções:

Táxi

Essa é a opção mais confortável de ir ou sair do aeroporto; principalmente se você tiver em grupo ou com muitas malas. A tarifa do táxi para toda a área dentro da cidade (incluindo Trastevere) é fixa: 48 euros.

Quando estiver no Aeroporto, siga as placas e as indicações no chão, para ir até o ponto de táxi oficial. Acontece muito de pessoas abordarem os turistas dentro do aeroporto, no caminho que leva para o táxi, se passando por taxistas. Eles não são taxistas oficiais, e não é seguro ir com eles, porque podem cobrar preços abusivos. Apenas ignore pessoas que te abordarem e siga as placas e indicações do aeroporto. 

Trens

Há dois tipos de trens que saem do Aeroporto Fiurmicino em direção à Roma, ambos tem como estação final a Estação Termini.

Para pegar qualquer um dos trens, você não precisa sair de dentro do aeroporto, é só ir seguindo as placas, que vão te levar para a plataforma onde eles ficam parados. Lá você vai encontrar máquinas e bilheterias, onde você pode comprar seu bilhete.

Fique atento para não confundir a plataforma, e pegar o trem errado. Preste atenção nas placas, e fique na plataforma do trem que deseja embarcar.

Não se esqueça de validar seu bilhete antes de entrar no trem. As máquinas de validar o bilhete ficam depois da catraca, na plataforma. Se você não validar seu bilhete, e for parado por um fiscal, pode levar multa. 

Lembrando também que os trens não tem muito espaço para mala. Nós viajamos apenas com mochila, então para gente foi tranquilo. Eu recomendo esse meio de transporte para pessoas que estejam viajando de mochila ou no máximo com 1 mala de mão.

 Opção 1: Leonardo Express

O trem Leonardo Express faz o caminho Aeroporto – Estação Central de Termini em 32 minutos.

A passagem custa 14 euros por pessoa. Antes de entrar no trem você precisa validar sua passagem (há máquinas para fazer isso na plataforma).

Da Estação Termini Central, você pode ir para o seu hotel a (se tiver hospedado na região de Termini), de ônibus ou de metrô.

Você também pode pegar um táxi da estação Termini para o seu hotel, mas fique bem atento ao Google Maps para não ser enganado pelo taxista. Ou, pegue um Uber, que eu acho melhor que o táxi, já que o aplicativo te mostra quanto vai ficar a corrida e assim você evita surpresas. O Uber funciona muito bem em Roma.

O primeiro trem do aeroporto para Termini sai às 6h08; e o último trem sai às 23h23.

De Termini para o aeroporto, o primeiro trem sai às 05h20 e o último sai às 22h35.

O intervalo entre os trens costuma ser de 15 minutos ou 30 minutos.

Opção 2: Trem regional FL1

O trem regional FL1 também faz o caminho Aeroporto – Estação Central de Termini. A diferença dele para o Leonardo Express, e que ele vai parando nas estações no caminho, por isso, esse trem é mais barato que o expresso e leva mais tempo que ele para chegar na estação final.

Esse trem é uma boa opção para as pessoas que vão se hospedar em Trastevere, como foi o nosso caso. Nós pegamos ele e descemos na estação Trastevere, que fica um pouco afastada da parte mais turística do bairro (onde a maioria dos hotéis e restaurantes se concentram).

Ao descer na estação Termini nós fomos a pé para a parte turística do bairro (onde ficava nosso Airbnb), levamos cerca de 30 minutos, e as ruas eram planas, então não nos cansamos muito.

Outra opção é pegar o Tram 8, com ele levaríamos cerca de 5 minutos para chegar no ponto mais próximo da nossa hospedagem.  Nós usamos o Tram 8 na volta e foi bem tranquilo.

Dá para comprar o bilhete para o Tram 8 dentro da estação Termini, ou nas tabacarias da cidade.

O trem regional também é uma boa opção para quem vai ficar hospedado perto de alguma estação de metrô de Roma, se esse for seu caso, desça nas nas estações Tiburtina ou Ostiense e faça a conexão com o metrô. Você consegue comprar o bilhete do metrô na entrada da estação. Não se esqueça de validá-lo antes de entrar no metrô.

Nós achamos o trem regional uma ótima opção, ele estava vazio tanto quando chegamos em Roma, quanto no dia da nossa volta.

Moeda

A moeda da Itália é o euro, a cotação turismo de julho de 2021 está aproximadamente 1 euro = 6,48 reais.

Idioma

trastevere-roma-lembrancas-da-gabi-blog-2

Na Itália o idioma oficial é o italiano. Em cidades como Roma, que recebem milhões de turistas todos os anos, você não vai ter dificuldades com a língua.

Praticamente todos os restaurantes que fomos, os garçons falavam inglês. Em um restaurante o garçom era cubano e depois que descobriu que éramos brasileiros ficou conversando com a gente em espanhol. Um outro garçom falou com a gente em português, ele nos contou que a sua esposa era argentina; mas a mãe dela era brasileira, por isso ele sabia falar português (eu achei muito bacana).

Nas ruas, a gente se virava no inglês, espanhol e até no francês, rs… Algumas pessoas que nós encontramos nos restaurantes e lojas quando descobriam que moramos em Paris, falavam em francês com a gente.

Eu amei essa diversidade em Roma, e como as pessoas de lá (em sua maioria) falam várias línguas. Nós não sabemos quase nada de italiano, e quando precisávamos pedir alguma coisa em italiano, usamos o Google Tradutor no celular mesmo. No fim, deu tudo certo e tivemos uma experiência ótima por lá.

Algumas palavras que aprendi nessa viagem:

  • Buongiorno = Bom dia
  • Grazie = Obrigado(a)
  • Buona serata = Boa noite
  • Per favore = Por favor
  • Il conto = A conta

Onde se hospedar

Os melhores bairros para se hospedar em Roma, são Trastevere ou na região da Fontana Di Trevi. São bairros turísticos, repletos de restaurantes e atividades para fazer.

Nós ficamos hospedados em Trastevere e amamos o lugar, nós conseguíamos fazer muita coisa a pé. Mas, também amamos a região da Fontana Di Trevi, e com certeza nos hospedaríamos lá em uma próxima oportunidade.

Uma outra região que muitas pessoas escolhem para se hospedar em Roma, é Termini. É um pouco mais afastado dos pontos turísticos da cidade, e por isso o preço das hospedagens é mais barato.

Recomendo procurar hospedagens nos sites Booking ou Airbnb, leia sempre as avaliações de outros hóspedes para escolher a melhor opção para você.

Como se locomover em Roma

roma-lembrancas-da-gabi-blog

A pé

A maior parte do nosso roteiro por Roma fizemos a pé. Um ponto turístico se conecta com o outro, e quando víamos já tínhamos andado vários quilômetros sem nem perceber. Eu achei a cidade plana, e bem tranquila para caminhar. No bairro de Trastevere as ruas são mais apertadas e as calçadas pequenas, mas os motoristas andam devagar e nos pareceram muito educados.

Ônibus / Bonde (VLT)

A passagem custa €1,5 e você pode pegar quantos ônibus quiser (e 1 metrô ou trem) durante um período de 100 minutos. Você tem que validar seu ticket ao entrar no ônibus, a partir daí vai estar marcado até que horas ele é válido.

Dá para comprar as passagens no metrô ou nas tabacarias da cidade.

Andamos algumas vezes de ônibus e bondes (veículo leve sobre trilhos), e achamos a experiência boa. Nós nos guiávamos pelo Google Maps, para saber qual ônibus/bonde tínhamos que pegar e em qual parada deveríamos descer. As vezes os ônibus/bondes atrasavam um pouco (entre 10 a 15 minutos), mas fora isso, nossa experiência andando de ônibus/bonde por Roma, foi ótima.

Metrô

A passagem custa €1,5 e você pode pegar quantos ônibus quiser (e 1 metrô ou trem) durante um período de 100 minutos. Você tem que validar seu ticket ao entrar no ônibus, a partir daí vai estar marcado até que horas ele é válido.

Você pode comprar as passagens direto nas estações de metrô.

Andamos de metrô apenas uma vez para ir do Vaticano à Galeria Borghese. O metrô de Roma, é pequeno, mas chega a quase todos os principais pontos turísticos da cidade.

As paradas mais interessantes para o turista são:

  • Cipro – Musei Vaticani: estação mais próxima do Museu do Vaticano (Linha A – Laranja)
  • Ottaviano – San Pietro: estação mais próxima da Basílica de São Pedro no Vaticano (Linha A – Laranja)
  • Spagna: estação mais próxima da Piazza di Spagna e da Villa Borghese (Linha A – Laranja)
  • Barberini – Fontana di Trevi: estação mais próxima da Fontana di Trevi e da Praça Navona e Panteão (Linha A – Laranja)
  • Termini: estação final do Leonardo Express que vem do aeroporto de Fiumicino (Linha A – Laranja e Linha B Azul)
  • Colosseo: estação mais próxima do Coliseu e do Fórum Romano

Trem

Usamos o trem duas vezes apenas. Para ir do aeroporto a estação Trastevere e para voltar pro aeroporto. Nós pegamos o trem parador (que para em todas as estações) e gastamos €8 por bilhete. Achamos o trem confortável e uma opção rápida e barata de chegar no aeroporto. Vale ressaltar que nós viajamos apenas com duas mochilas. Não me lembro de ter visto espaço para malas no trem. Se você estiver viajando com uma mala pequena (carry-on) vai ficar apertado no trem, e não recomendo usá-lo se tiver com malas maiores. 

Uber

Nós não usamos o Uber nessa viagem, mas pelo que pesquisei ele funciona bem em Roma.

Quando ir?

Roma pode ser visitada o ano todo.

A única época que não é muito recomendada são os meses de julho e agosto, por dois motivos. Primeiro essa é a época de férias (alta temporada) na Europa; por isso a cidade fica lotada e as hospedagens ficam mais caras. O segundo motivo é que julho e agosto é o auge do verão europeu, e Roma é uma cidade muito quente, isso pode fazer com que você não curta tanto o seu passeio.

Nós viajamos em julho para Roma, e sentimos na pele, o efeito do calor. Pegávamos temperaturas de 36 graus todos os dias. A cidade é pouco arborizada, então a sensação térmica aumentava mais ainda. Por isso, eu me uno ao coro das pessoas que não recomendam visitar Roma nessa época. Sugiro que se você puder venha nos meses de abril a junho (primavera) ou de setembro a outubro (outono); quando as temperaturas são mais amenas.

Mas, para quem como nós só pode vir nessa época, recomendo fazer os passeios de manhã bem cedinho (por volta das 08h já estávamos na rua), quando o sol está mais fraco e as temperaturas amenas. Nós ficávamos na rua até meio dia, almoçávamos e voltávamos para o Airbnb em Trastevere. Descansávamos e fugíamos do calor até as 18h onde saíamos para jantar e aproveitar a cidade mais um pouco. No verão em Roma, o sol se põe por volta das 21h o que nos dá muito tempo para ficar na rua e aproveitar.

Quanto tempo ficar?

fontana-di-trevi-roma-lembrancas-da-gabi-blog

Roma não é uma cidade muito grande, por isso com 3 dias inteiros você consegue conhecer as principais atrações da cidade. Nós ficamos 4 dias hospedados por lá e conseguimos conhecer tudo com calma.

Lembrando, que se você está vindo do Brasil, não conte o dia da chegada e o dia da partida no seu roteiro. Pois na chegada você poderá estar muito cansado do vôo para aproveitar a cidade; e na saída você vai querer ficar mais tranquilo e sair com antecedência para ir ao aeroporto.

O que fazer em Roma

Os principais lugares para conhecer na cidade são:

  • Coliseu
  • Foro Romano
  • Fontana Di Trevi
  • Panteão
  • Basílica de São Pedro (Vaticano)
  • Museu do Vaticano
  • Parque e Galeria Borghese
  • Piazza Spagna
  • Piazza Navona
  • Passear por Trastevere

Onde comer em Roma

roma-lembrancas-da-gabi-blog-4Roma tem muitas opções de restaurantes, na nossa viagem procuramos escolher aqueles que tem o melhor custo-benefício.

Irei fazer um post mais detalhado com os restaurantes que fomos, o que pedimos em cada um e os preços, mas segue uma lista por bairro dos que indicamos em Roma:

Trastevere

Casetta di Trastevere – Um restaurante tradicional italiano, que foi o melhor almoço da nossa viagem. A comida é deliciosa, o atendimento é simpático e os preços são ótimos. Entradas a partir de 3 euros; pratos a partir de 6 euros; e sobremesas a partir de 4 euros.
Endereço: P.za de’ Renzi, 31/a, 00153 Roma RM, Itália

Trapizzino – É uma espécie de pizza no cone recheada com receitas tradicionais italianas. É uma opção gostosa, barata e prática de matar a fome. O trapizzino custa apenas 4 euros.
No Trapizzino nós experimentamos também o Lino: um bolinho frito de tortelini recheado de creme parmegiano. Ele custou apenas 3 euros, e é delicioso! Recomendo muito experimentarem.
Endereço: Piazza Trilussa, 46, 00153 Roma RM, Itália

Próximo ao Coliseu

Semplice – Esse restaurante fica numa rua ao lado do Coliseu. É um restaurante simples, mas a comida é muito boa, e o atendimento foi excelente! Nele você pode montar seu hambúrguer ou panini. Como estávamos na Itália fizemos questão de comer panini (e era delicioso)! Além disso, o Supplí (bolinho frito, recheado com risotto, molho de tomate e queijo derretido) da casa foi o melhor da viagem. O preço dos panini variam de 5,50 a 9,50 – nós ficamos bem satisfeitos com essa refeição. O Supplí custou apenas 1,5.
Endereço: Via Capo d’Africa, 13 Roma

Vaticano

Ristorante dei Musei – Esse restaurante fica bem próximo ao Museu do Vaticano. As porções do restaurante são fartas e os pratos de massa custam 8 euros apenas. O atendimento foi muito simpático e nos ofereceram limoncello e cerejas de cortesia.
Endereço: Via Santamaura 5, 00192

Próximo a Fontana di Trevi

Pompi – Esse lugar é conhecido por vender o melhor tiramissu de Roma. Tiramissu é um doce tradicional da Itália feito a base de queijo, chocolate e café. É uma das minhas sobremesas favoritas!
Vários amigos nossos tinham indicado o Pompi, e claro que fomos experimentar. Se é o melhor de Roma eu não sei, mas com certeza, foi o melhor tiramissu que já comi na vida. Nós pedimos o Tiramissu tradicional e o de morango, e os dois são maravilhosos. Cada um custou 4 euros.
Endereço: Via Santa Maria in Via, 17, 00187 Roma RM, Itália

Gelatteria Della Palma – Essa Gelatteria é famosa por oferecer mais de 150 sabores de gelatto. Nós ficamos muito tempo tentando escolher um sabor, rs… Mas valeu a pena, porque o gelatto deles é maravilhoso!

Próximo ao Castelo de Sant’Angelo

Cucina del Teatro – Esse restaurante charmoso foi a nossa ultima refeição em Roma. Nos amamos o ambiente, a decoração e o atendimento. Pedimos duas massas que estavam ótimas. Os pratos custavam entre 13 a 20 euros.

O que comer em Roma?

Um dos melhores lugares do mundo para se comer, com certeza é Roma. Segue uma sugestão das comidas que mais amamos experimentar por lá:

  • Massa Alla Amatriciana – massa com bacon defumado, queijo e tomate
  • Carbonara – spaghetti, bacon, ovos e queijo parmesão
  • Gelato – se você for visitar Roma no calor: tome um gelato todo dia para se refrescar. Se você for visitar no frio, tome um gelato todo dia também, rs… O gelato de Roma é dos melhores que já experimentamos na vida, e as gelaterias tem uma infinidade de sabores para você escolher.
  • Tiramissu – camadas de biscoito embebidas em café, entremeadas por um creme à base de queijo e polvilhadas com cacau em pó e café.
  • Limoncello – licor de limão delicioso, mas não exagere porque ele é bem forte, tem 32% de teor alcoólico.
  • Suplí – bolinho frito, recheado com risotto, molho de tomate e queijo derretido. Maravilhoso!
  • Lino – bolinho frito de tortelini recheado de creme parmegiano. Experimentamos no …. e amamos!
  • Aperol Spritz – drink clássico do verão italiano
  • Capuccino – eu amei o café italiano, achei muito saboroso e o cappuccino deles também é maravilhoso! Recomendo para quem gosta de café.
  • Croissant plein e chocolate – o croissant deles é bem diferente do de Paris, mas eu gostei também é basicamente um pãozinho doce

Quanto custa viajar para Roma?

piazza-di-spagna-lembrancas-da-gabi-blog-2

Na nossa opinião Roma é uma cidade bem acessível. Dá para comer bem, passear e se divertir gastando pouco.

Passeios

Atrações pagas:

  • Coliseu e Foro Romano (€18)
  • Museu do Vaticano e Capela Sistina (€21)
  • Galeria Borghese (€13)

Atrações gratuitas:

  • Fontana Di Trevi
  • Panteão
  • Basílica de São Pedro (Vaticano)
  • Parque Borghese
  • Piazza Spagna
  • Piazza Navona

Alimentação

  • Entradas entre 3 a 8 euros.
  • Prato entre 6 a 16 euros.
  • Sobremesas de 4 a 8 euros.
  • Os restaurantes costumam cobrar 1 ou 2 euros por pessoa, é como se fosse o custo de te atender (eles chamam isso de coperto).
  • Não é obrigatório pagar o serviço, ele não vem sugerido na conta também. A gente deixava uma gorjeta de 10% do valor da conta, quando pagávamos em dinheiro.

Transporte

  • Fomos e voltamos de trem do aeroporto para Trastevere (bairro que ficamos hospedados), e gastamos €8 por bilhete. Lembrando que essa opção não é recomendado para quem está com malas muito grandes.
  • Táxi do aeroporto para Roma é tabelado, isso significa que a tarifa é fixa para toda a área dentro das muralhas romanas (incluindo Trastevere). O valor da corrida é €48.
  • Passagem custa €1,5 e você pode pegar quantos ônibus quiser (e 1 metrô ou trem) durante um período de 100 minutos. Você tem que validar seu ticket ao entrar no ônibus, a partir daí vai estar marcado até que horas ele é válido.

Hospedagem

  • Isso varia muito do seu estilo, do tipo de hospedagem e da época que vai para a cidade. Dê uma olhada no Booking ou no Airbnb para ter uma ideia de custo.
  • Melhores bairros para se hospedar em Roma na nossa opinião são Trastevere ou na região da Fontana Di Trevi. A região de Termini é mais afastada dos pontos turísticos, mas muitos turistas escolhem ela, por ter opções de hospedagem mais barata.

Quer mais dicas?

Espero que tenham gostado desse guia, e não deixem de comentar aqui no post se tiverem alguma dúvida :)

Para mais dicas é só me seguir no Instagram (@lembrancasdagabi): tenho um destaque completo no meu perfil com tudo que fizemos em Roma.

Leia nossos outros guias

Guia de Paris

Guia de São Paulo

Guia de Foz do Iguaçu

Guia de Montevidéu

Guia de Buenos Aires

QUE TAL SEGUIR O BLOG NAS REDES SOCIAIS? ♥

No Instagram você pode acompanhar nossas viagens em tempo real, nosso dia a dia e receber muitas dicas.

No Facebook sempre estamos compartilhando posts novos e antigos, e você não vai perder nenhuma novidade por lá!

No Youtube trazemos vlogs das nossas viagens e outros momentos especiais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s